Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria Ótima

Na cozinha, como na arte não há certo ou errado, há opções práticas, saudáveis e combinações inusitadas, coloridas pois nem tudo o que sabe bem faz mal!

Maria Ótima

Na cozinha, como na arte não há certo ou errado, há opções práticas, saudáveis e combinações inusitadas, coloridas pois nem tudo o que sabe bem faz mal!

4 Alimentos protectores no feminino | Saúde

Por Filipa Vicente

Nutricionista

 

O risco de doença depende muito de um delicado equilíbrio entre os factores protectores e os agressores. No entanto, mais do que pensar em eliminar apenas os agressores, a sua aposta deve estar em reforçar e blindar a sua saúde com alimentos que contribuem activamente para a prevenção de doenças. 

 

Chá. Não se trata de um “chá qualquer”, aqui referimo-nos ao produto das folhas da Cammelia sinensis. Pode escolher entre branco, preto ou verde. Os polifenóis existentes nesta bebida quente são dos mais fortes que podemos encontrar na alimentação humana, além da acção antioxidante são interessantes moduladores metabólicos que ajudam por exemplo a controlar a adiposidade e os níveis de glicemia o que tem naturalmente acção protectora na saúde como um todo. Beba 1 a 3 chávenas de chá por dia sendo que deve usar 1 colher de chá de folhas por chávena.

chá verde.jpg

 

Peixe gordo (cavala, atum, sardinha e salmão). Os ácidos gordos ómega 3 são potentes anti-inflamatórios no corpo da mulher. Mais do que o papel reconhecido na saúde cardiovascular, são importantes pelo seu papel anti-cancerígeno e neuroprotector. A ingestão de peixe gordo pelo menos 2 vezes por semana está associada à prevenção de doenças como o cancro da mama e a esclerose múltipla.

 

cavala.jpg

 

Azeite virgem extra. O azeite não tem só gordura e a que tem é muito especial. O ácido oleico, o ácido gordo mais abundante, tem inúmeros benefícios na saúde cardiovascular mas na verdade esconde uma riqueza única em compostos com acção antioxidante, anti-cancerígena, neuroprotectora. Prefira um azeite de elevada qualidade e procure usar sempre uma quantidade moderada (1 colher de chá ao almoço ou jantar) em cru como tempero.

 

azeite.jpg

 

Feijões mágicos. As leguminosas são um grupo muito especial de alimentos, além da sua riqueza em hidratos de carbono, destacam-se pelo teor de fibra sendo especialmente interessantes porque são mais equilibrados do que arroz, massa e batatas. Ingira leguminosas pelo menos 2 vezes por semana como acompanhamento dos pratos e irá ajudar a manter a glicemia estável, o colesterol controlado, o intestino regular e além disso poderá reduzir na porção de carne porque do ponto de vista proteico são mais ricos. Aposte no feijão seco, de preferência de agricultura biológica, demolhe 48h e coza. Pode congelar pequenas porções para ir utilizando à medida da necessidade.

Feijão.jpg

 

 

 

 

1Filipa.jpeg

 

https://www.facebook.com/afilipanutricionista?fref=ts
https://www.filipavicente.net