Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria Ótima

Na cozinha, como na arte não há certo ou errado, há opções práticas, saudáveis e combinações inusitadas, coloridas pois nem tudo o que sabe bem faz mal!

Maria Ótima

Na cozinha, como na arte não há certo ou errado, há opções práticas, saudáveis e combinações inusitadas, coloridas pois nem tudo o que sabe bem faz mal!

Filhós alentejanas

Filhoses.jpg

 

Receita adaptada do livro Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lurdes Modesto

 

500gr de farinha de trigo

2 laranjas sumarentas

2 colheres de sopa de azeite

0,5 dl de aguardente branca 

1 colher de sopa de fermento em pó

2 ovos

1 colher de sopa de açúcar amarelo

1 chávena de chá cheia de chá de erva doce bem forte 

 

Faça o chá de erva doce e filtre passados 10 minutos de repouso.

Peneire a farinha para a taça de um robot de cozinha (eu fiz no Cuisine Companion) e verta lá para dentro todos os ingredientes e metade do chá de erva doce. Programe P2 durante 4 minutos. Para verificar se a massa está pronta verifique se faz bolhas.

Deixe repousar durante meia hora.

Estenda com rolo da massa usando farinha para ajudar a não agarrar ao rolo e à pedra.

Frite em óleo bem quente e envolva em açúcar e canela ou em mel.

 

2 comentários

Comentar post